sábado, 26 de fevereiro de 2011

In Reow de Djaneirow...

O Rio de Janeiro é meu novo lar...Dizer que amo de paixão isso aqui? Nem tanto...Na real na real mesmo acho o Rio uma cidade caidinha, bem longe do que as novelas do Manuel Carlos mostram. Mas o Rio tem seus encantos sim, tem muito a oferecer em termos de atrações turísticas (bem mais do que São Paulo). E vou reestreiar o blog, depois de tanto tempo adormecido, com minhas dicas de viajante no meu próprio país. Viajante morador, diga-se de passagem.



Pra começo de conversa, caia fora dessa idéia de ser "o ponto fora da curva"...Visita o Rio e não vai ao Pão de Açúcar? Diz que é "lugar de turista"? E o que você é afinal???? Tem que visitar os principais pontos turísticos sim.



Bom, vamos aos trabalhos....



Cristo Redentor- O melhor é pegar o tremzinho. Na frente da estação do tremzinho vai tá um monte de carinha te oferecendo pra subir pro Cristo de van. Acho meio furada. Primeiro porque não tem o charme do trem, de aproveitar a paisagem e etc. Segundo que os caras da van não tem horários regulares. Você até consegue subir, agora pra descer vai ser um parto. Eles só sobem quando a van enche, aí você fica esperando uma eternidade no topo até a van chegar.O saco do tremzinho é que é sempre lotado e literalmente você vai esperar 2 horas entre comprar o ingresso e embarcar. Mas a volta é garantida a cada 20 min. Fora que o trem é legalizado e as vans, não. Imperdível, a vista é de tirar o fôlego.Melhor maneira de chegar: Metrô Largo do Machado- Ônibus Integração Cosme Velho.



Pão de Açúcar e adjacências- O bondinho é o charme do passeio, com uma vista maravilhosa. Ingresso a 40 reais por cabeça ($$$$$). Se a grana estiver curta, ou se você estiver afim de uma aventura light, existe a opção de se chegar ao morro da Urca à pé. Dá pra apreciar bem a paisagem, porém você só fica ali no morro da Urca mesmo, não consegue subir ao Pão de Açúcar. A trilha começa na pista de cooper Cláudio Coutinho, que vai beirando os dois morros. Até criança de 7 anos sobe por ali, moleza. A pista em si é um bom passeio, ainda mais para admirar o por do sol. Vale a pena almoçar no Círculo Militar da Praia Vermelha, tem um restaurante à quilo. O restaurante não é dos mais baratos, mas a comida é razoável e o visual compensa tudo.Como chegar: Metrô Botafogo integração Urca. Ou qualquer busão escrito Urca no letreiro. A Urca possui apenas uma via de acesso, que é a Av Pasteur, não tem como errar.



Praias- Qualquer coisa que seja banhado pela baía de Guanabara: impraticável. Essas águas são "O" esgoto. O povo vai nas praias da zona sul, tipo Copacabana, Ipanema, Leblon etc. Na maioria das vezes essas praias estão sujas e lotadas de gente. Olho especial em Copacabana. Ali é lotado de turista, grigo e principalmente puta! Baixo nível.Dá até pra encarar ir para essas praias, se você é um sujeito que definitivamente não tem alergia a multidões, mas elas não me agradam. Minha sugestão de praia: barra da tijuca, recreio dos bandeirantes, grumari ou qualquer outro canto a pelo menos 40km longe da zona sul. Se você tem um pouco mais de tempo e um orçamento mais folgado vá curtir praia em Búzios.

Jardim Botânico- Recomendo com empenho! Lugar lindo e mesmo no verão é agradável, pois parece que tem um ar condicionado ligado o tempo todo. As alamendas de palmeiras imperiais são imperdíveis! Como chegar: circulam várias linhas de ônibus com o letreiro "Jardim Botânico" , é só perguntar.

Forte de Copacabana- Também é bem recomendado por mim. O museu é legal, conta a história dos 18 do forte. Foram 17 militares e 1 civil que fizeram uma manifestação suicida contra o governo vigente. Eram os 18 contra uma tropa inteira do governo, não preciso nem falar no que deu. De qualquer forma, a vista da praia de Copacabana já vale a visita, é de tirar o fôlego. Não é à toa que o Reveillon no Forte é um dos mais chiques da cidade, por causa da posição privilegiada e por causa do rega bofe que rola ali. O ingresso é uma pechincha em comparação ao que o lugar oferece, a entrada é R$4,00, milicos entram de graça. Ah ali dentro existe uma filial da confeitaria Colombo, o que dá a oportunidade de tomar um cafézinho de frente pra aquela vista cinematográfica. Como chegar: qualquer ônibus que atravesse a praia de Copacabana. O Forte fica entre Copacabana e o Arpoador. O metrô mais próximo é o Cantagalo.

Palácio do Catete- Excelente passeio! A visita ao museu da República, dentro das instalações do palácio, sai por 4 reais. Além de poder admirar a exposição permanente contando a história do Brasil, bem como a arquitetura belíssima do prédio, é possível também passear pelos seus jardins. O ponto alto é a visita aos aposentos privados do presidente, que se mantém intactos desde o suicídio de Getúlio Vargas. Tudo foi deixado do jeito que estava, já que depois do ocorrido nenhum presidente voltou a ocupá-los. Momentinho macabro com a exposição do pijama do Getúlio Vargas ainda com algumas manchas de sangue e com o furo da bala no lado esquerdo. Como chegar: Metrô Catete.

Confeitaria Colombo- Belíssimo lugar (contrasta de forma gritante com os arredores sujos e fedorentos), parece que se está voltando no tempo quando se entra nesse centenário estabelecimento. Coma até entupir e beba um dos melhores cafés do Rio de Janeiro. O café da manhã e o chá da tarde são imperdíveis. Como chegar: a confeitaria fica bem no centro do Rio, na rua Gonçalves Dias. Qualquer ônibus que passe pela Av Rio Branco serve. O metrô mais próximo é o Carioca, de onde se pode ir à pé sem problemas.

2 comentários:

Isabela disse...

Mary, achei seu blog por causa do seu post de 2009 sobre a conversao de tomadas 110V para 220V e vice-versa. Estou numa batalha com eletricistas em Brasília (para onde me mudo dentro de um mês, e onde a tensão é 220V) para convecê-los de que é possível, sim, converter algumas tomadas do meu apartamento para 110V. Por isso te escrevo, para pedir uma luz: como faço pra convecer um eletricista de que isso é possível? Não entendo nada de elétrica, mas já vi muitas pessoas na internet dizerem que é possível da forma como você explicou. Na conta de energia vem escrito que a ligação é bifásica...

Mary disse...

Oi Isabela:

Se a ligação é bifásica, então deve existir 3 fios: 2 fios de fase e mais um fio de neutro. Se esse for o caso, ai a conversão é possível. Para converter para 110V deve ser ligado um fio de fase mais um neutro. Abraço!